Brasil Brau e Degusta Beer and Food confirmam a efervescência do setor cervejeiro brasileiro

Por Alexandre Lyra*

Foram quatro dias de evento, 30 palestras realizadas, 73 expositores de toda a cadeia produtiva da indústria cervejeira, 10 países representados e milhares de visitantes que tiveram a oportunidade de fazer negócios, estreitar relacionamentos e experimentar cerca de 600 rótulos de diferentes receitas de cerveja, além de shows e boa variedade de gastronomia.

Assim foi a edição de 2017 do Brasil Brau, feira de tecnologia em cerveja, com exposição de empresas de equipamentos, logística e insumos para cervejas, e do Degusta Beer and Food, festival com estandes de importadoras e cervejarias artesanais. Os dois eventos bianuais foram realizados no São Paulo Expo Exhibiton Center, entre 26 e 29 de julho.

“O Brasil Brau cresceu em 25% em termos de área e implantamos melhorias operacionais nos sistemas de credenciamento, que refletiram em um bom nível de visitação e satisfação por parte dos expositores. Já o Degusta cresceu em 23% em área e trouxemos novidades como o sistema de pagamento por cartão de recarga com débito, crédito ou dinheiro” disse Luana Cloper, diretora da GL Events, empresa detentora de 100% dos direitos de organização dos eventos. A companhia é também organizadora de outro evento cervejeiro de relevância internacional, o Mondial de La Biére, que acontece de 11 a 15 de outubro, no Rio de Janeiro.

Quem foi neste ano já deve estar ansioso pela próxima edição do Brasil Brau/ Degusta Beer and Food. Pois, então, anote na agenda que a data já está confirmada: de 28 a 31 de maio de 2019.

Degusta Beer and Food

A terceira edição de um dos principais festivais de cervejas artesanais do País, o Degusta Beer and Food 2017 foi bem organizado, com os corredores sempre cheios de curiosos por provar a grande variedade de 600 rótulos de cerca de 40 cervejarias e importadoras.

O sistema “cashless”, com cartões de recarga, funcionou bem nos estandes e as filas para carrega-los eram aceitáveis.

O clima do evento foi positivo. Era um ambiente agradável para encontrar amigos e beber cervejas boas, todas adquiridas diretamente dos mestres-cervejeiros e sócios proprietários das marcas.

As estações com água filtrada e gelada serviam tanto para lavar os copos quanto para se hidratar. E os food trucks com hambúrgueres, carnes e comida mexicana garantiram a diversão prolongada do público. Tanto na quarta-feira, quanto na sexta, o festival se estendeu ao menos até meia noite, uma hora após o fim oficial do evento.

Dentre as excelentes opções de cervejas do evento, alguns destaques:

Era “obrigação” experimentar a Antimatéria, Imperial Stout da paulistana Júpiter. Estavam disponíveis as receitas do lote 1, em garrafa, e do recém-lançado lote 2, em chope e em latão de 473 ml.

Quem provou a Amara (Dipa) e a Bárbara (Barley Wine), da carioca Noi, também escolheu certo. No estande da gaúcha Roleta Russa, o visitante optava entre deliciosas cervejas lupuladas, com destaque para a New England IPA.

Entre as importadas, saltava aos olhos o estande das importadoras das lendárias cervejarias belgas De Halve Maan (a Straffe Hendrik Quadrupel estava espetacular) e Fantome. Para quem quisesse impressionar com um presente exclusivíssimo, podia adquirir a Straffe Hendrik Heritage – uma Belgian Quadrupel de 11% ABV, envelhecida um ano em carvalho, de produção sazonal, em garrafa rolhada e numerada de 750 ml – por R$ 270,00.

Outros rótulos importados de relevância foram as alemãs Schneider Weisse e Aecht Schlenkerla, além da importadora e distribuidora Meara, que oferecia rótulos da belga Van Honsebrouck (Kasteel e Golden Queen Bee, entre outros), da tcheca Zlato Prazske e da alemã Stammgast.

Já a Antuérpia, de Matias Barbosa (MG), justificou por que é a cervejaria escolhida por badaladas marcas ciganas cariocas, como Hocus Pocus e Quatro Graus. A Antuérpia Kremlin, uma Imperial Stout com 11% ABV, estava fresca, potente, amarga, encorpada e de qualidade de nível internacional. Certamente, um dos destaques do evento.

A Sud, de Bento Gonçalves (RS), apresentou as novíssimas Vienna Lager e Barley Wine. A Hausen Bier, premiada cervejaria de Araras (SP), apresentou uma inovadora Imperial Schwarzbier.

Já a revelação ficou por conta da Vigvatten, uma grata novidade de Catanduva (SP), que estava com seu acanhado estande sempre cheio de curiosos por provar suas inovações, como uma Saison fermentada por Brettanomyces e uma Berliner Weisse com frutas vermelhas

Inovação

A experimentação e a criação de receitas inovadoras é o que move a revolução das cervejas artesanais no Brasil e no mundo. Por isso, vale a menção honrosa aos seguintes rótulos oferecidos no Degusta Beer and Food:

– Poção de Bruxa – com abóbora (Mestre das Poções)

– Poção dos Gnomos – com gengibre (Mestre das Poções)

– Red IPA com Hibisco (Doktor Brau)

– Double IPA com Lichia (Doktor Brau)

– Chope de Amarulla (Colina)

– Don Capo – Brown Porter com baunilha (Quinta do malte)

– Witbier do cantor Falcão feita com caju (Votus)

– Carvoeira – filtrada em uma camada de funghi sec e tem cumaru (Lohn)

– Catarina Sour – com jabuticaba (Lohn)

– Thai – Weiss com gengibre (Barco Brewers)

– Cerveja para cachorro (Dog Beer)

– Fruit beer sazonal – com uva, feita para a festa da uva em Jundiaí (Bier Nards)

– Saison com manjericão sazonal (Madalena)

– Cerveja de aveia com mel (Noi)

– Cerveja com toque de limão siciliano e coentro (Noi)

– Tangerstein – com Capim limão com cardamomo (Landel)

– Amor de Jandira – Saison com anis estrelado e hibisco (pré-lançameto Landel)

– SalAPA – American Pale Ale com frutas, em lata (Júpiter)

– Linha Rauchbier, com malte defumado por fumaça da queima de carvalho (Aecht Schlenkerla)

Premiação e negócios

Este ano, foi retomada a realização do Prêmio Brasil Brau de Gestão de Negócios em Cerveja com a missão de apoiar a profissionalização do mercado. A feira também sediou a eleição da nova diretoria da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) e divulgou dois prêmios com votação popular que elegeram o ‘Melhor Lançamento’ e o ‘Estande Mais Bonito’ desta edição.

Confira os resultados da premiação:

Design de Embalagens: Perro Libre (RS) ficou em 1º lugar, com a cerveja 803 Black Rye IPA, dedicada ao Dia Internacional da Mulher. A organização fez menção também ao 2º lugar, Baumhardt Bier, e ao 3º lugar, Cervejaria Farrapos.

Comunicação da Cultura Cervejeira: a vencedora foi a Revista da Cerveja, de Porto Alegre, com o case “A consolidação de um projeto”.

Projeto de Sustentabilidade: a Lohn Bier, de Lauro Muller (SC), levou o 1º lugar com o case “Boas práticas geram boas vibrações”, um projeto de reaproveitamento de 100% dos resíduos da fábrica que contribui com a inclusão social.

Responsabilidade Social: com apenas uma inscrição na categoria, a premiação foi para o projeto “Sentimentos de Brasilidade da Cia de Brassagem do Brasil (CBB)”. A Iniciativa dedica uma cerveja em homenagem a cada animal em extinção, revertendo a renda da venda dos rótulos para instituições que cuidem desses animais.

Expositores em destaque

Em votação aberta entre os profissionais do setor que circularam pela Brasil Brau durante os três dias, o estande mais bonito foi o da Cooperativa Agrária, logo na entrada do evento, com 175 m² e um projeto cheio de simbologia. Com conceito criado pela Arkétipo Agrocomunicação, a empresa montou pilares que remetem as regiões do país onde seus representantes atuam.

Já a marca alemã Bollfilter, foi escolhida por ter apresentado o “Melhor Lançamento”, graças às soluções de filtro de água para indústrias, com amplas perspectivas de economia de recursos e benefícios ambientais.

Para o OneBeerPerDay, o  networking mais animado acontecia no estande da Realli Insumos. Localizado no centro do evento, estava sempre cheio. O Tap Room oferecia um chope inédito: a Spot, uma New England IPA da Cervejaria Dádiva, que leva insumos da Realli, inclusive o festejado Cryo Hops (pó de lupulina).

Abracerva

A Brasil Brau abriu suas portas para sediar a reunião oficial da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva) para eleger sua nova diretoria. O então presidente Rodrigo Silveira, da cervejaria Invicta, de Ribeirão Preto (SP), passou o bastão para Carlo Giovanni Lapolli, da cervejaria Itajahy, de Santa Catarina. A nova gestão quer implantar processos para facilitar a adesão de novos membros e criar estratégias para envolver diferentes regiões do país nas reivindicações e troca de conhecimento do setor entre diversos estados.

Foto: Divulgação

* Editor do OneBeerPerDay.

3 comentários em “Brasil Brau e Degusta Beer and Food confirmam a efervescência do setor cervejeiro brasileiro

  1. Excelente matéria, eu que estive no evento concordei completamente com os pontos positivos, como o “cashless” e os rótulos mais impressionantes.
    O evento foi muito bem organizado, e com certeza agradou a curiosos, cervejeiros e sommeliers. Algumas marcas importantes do sul do país fizeram falta, e espero que nos próximos elas estejam presentes. Que venha 2019…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s